Inundações

Presidente da Câmara pede declaração de calamidade para Albufeira

Carlos Silva e Sousa, presidente da Câmara de Albufeira, pediu que fosse decretado o estado de calamidade pública para o concelho algarvio na sequência dos estragos provocados pelas fortes chuvas.

O presidente da câmara de Albufeira, no Algarve, pediu que fosse decretado o estado de calamidade pública para o concelho, devido aos “danos elevados” provocados pelas inundações de domingo no concelho, confirmou à Lusa fonte da autarquia.

Segundo a mesma fonte, a decisão do autarca foi tomada por volta das 18 horas, após a visita do ministro da Administração Interna, Calvão da Silva, a vários estabelecimentos danificados situados na baixa da cidade algarvia.

Durante o dia, o presidente da Câmara de Albufeira, Carlos Silva e Sousa, admitiu pedir que fosse declarado o estado de calamidade, “devido aos elevados prejuízos causados pelas águas, quer ao nível das infraestruturas públicas, quer privadas”.

Carlos Silva e Sousa sublinhou “ser preciso ir buscar todas as medidas de emergência necessárias para repor o mais rapidamente possível a normalidade da vida no concelho, bastante afetado pela intempérie”.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)