O consumo de heroína, cocaína e cannabis em pequenas quantidades poderá deixar de ser crime na Irlanda, noticia o Independent.

Aodhaan Ó Ríordáin, ministro de Estado para a Igualdade, Novas Comunidades, Cultura e Estratégia Nacional de Drogas considera que a descriminalização do consumo representa uma “mudança cultural radical”.

O ministro irlandês, que falou numa palestra da London School of Economics, na segunda-feira, referiu-se também à importância de ajudar quem sofre de adição e anunciou a criação de salas de salas de injeção assistida em Dublin, a capital do país, a partir de 2016.

Aodhaan Ó Ríordáin reforçou, no entanto, que existe uma diferença entre legalização e descriminalização. A venda e a distribuição de drogas ilegais continuarão a ser consideradas crimes. Ou seja, apenas os toxicodependentes deixam de ser considerados criminosos, refere o jornal britânico.

“Estou firmemente convicto de que é preciso haver uma mudança cultural acerca do modo como encaramos o abuso de substâncias se quisermos terminar este ciclo e fazer uma tentativa séria de combater a dependência de drogas e álcool”, afirmou Ó Ríordáin.

No entanto, apesar de existir, na opinião do ministro, um largo consenso no país sobre a descriminalização do consumo de drogas a decisão caberá ao próximo governo.