Vem aí um novo desporto: o "walkim"

Vem aí um novo desporto que é uma alternativa para os que não gostam de correr: o walkim. Consiste em caminhar com a ajuda de dois bastões. Fique a conhecer os pormenores - e os benefícios.

i

Para os que preferem um exercício físico mais ligeiro, e não são fãs de corridas, esta pode ser uma alternativa

Retirado do Facebook: "Álex Walk"

Para os que preferem um exercício físico mais ligeiro, e não são fãs de corridas, esta pode ser uma alternativa

Retirado do Facebook: "Álex Walk"

O running está muito na moda, e fazer uma corridinha é, hoje em dia, uma atividade cada vez mais comum. Mas quem não é fã deste desporto, ou simplesmente não tem uma preparação física que lhe permite correr, tem agora uma alternativa: o walkim.

Esta nova prática é descrita no jornal El Mundo, que o aborda a propósito do livro “Não corras, caminha”, de Álex Walk, publicado em Espanha em setembro deste ano. O El Mundo explica de que se trata este desporto: de fazer caminhadas com a ajuda de dois “bastões”, que se assemelham aos utilizados pelos praticantes de ski.

O desporto segue as pisadas do “walking” nórdico, uma modalidade que nasceu na Finlândia como método de treino para que os praticantes de ski se pudessem exercitar durante o verão, quando a neve é inexistente. Mas há diferenças nesta variante, como explica no livro:

A grande diferença está no facto do walking nórdico exigir movimentos forçados, difíceis de fazer. O walkim, por outro lado, consiste em caminhar de forma natural (…) sem forçar movimentos. É uma caminhada normal, apenas tem dois paus que nos ajudam a avançar.

Os tais paus, ou bastões, são, portanto, “elementos de impulsão e amortecimento no andar”. Só em “momentos excecionais”, explica o autor do livro, “são utilizados como apoio, ou na manutenção do equilíbrio”. O seu uso é outro, e os benefícios são grandes: estas ferramentas permitem trabalhar todos os músculos, já que permitem o exercício quer da parte superior, quer da parte inferior do corpo. O que não acontece nas caminhadas normais, onde não se trabalham os músculos dos braços, por exemplo.

A lista de benefícios, relatada pelo El Mundo, é grande.

Benefícios mentais

  • Reduz os níveis de stress
  •  Potencia os níveis de criatividade
  • Melhora o humor
  • Elimina tensões

Benefícios físicos

  • Fortalece os músculos das pernas, braços e o coração
  • Previne e protege a compressão excessiva das articulações
  • Melhora a circulação do sangue
  • Regula o sistema endócrino
  • Melhora a postura e beneficia a coluna
  • Fortalece o metabolismo ósseo
  • Melhora a tonificação muscular
  • Melhora a capacidade respiratória
  • Reduz o excesso de peso

Recomendamos

Populares

Últimas

A página está a demorar muito tempo.