Banda Desenhada

Quais são os melhores na Banda Desenhada?

A Comic Con volta a Matosinhos daqui a um mês. Na segunda edição do evento em Portugal, há prémios para os melhores da banda desenhada. Quer conhecer os nomeados?

Um dos momentos na edição de 2014 do Comic Con.

© Hugo Amaral/Observador

Autor
  • Catarina Marques Rodrigues

Falta menos de um mês para o arranque da edição de 2015 da Comic Con, o maior evento de cultura pop em Portugal. Este ano haverá prémios para quem mais se destaca na arte da banda desenhada (BD). Os nomeados para os Galardões BD Comic Con foram escolhidos por um júri de 15 pessoas ligadas à BD, às artes e ao jornalismo, esclarece em comunicado a organização do evento. Serão os mesmos jurados a escolher os vencedores em cada categoria. Eis os nomeados:

Galardão anual Comic Con Portugal

• Erzsébet, de Nunsky (Chili Com Carne)

• Sepulturas dos Pais, de David Soares e André Coelho (Kingpin Books)

• Volta – O Segredo do Vale das Sombras, de André Oliveira e André Caetano (Polvo)

• Zombie, de Marco Mendes (Associação Turbina/Muno Fantasma)

Excelência na escrita de BD

• André Oliveira, em “Volta – O Segredo do Vale das Sombras” (Polvo)

• David Soares, em “Sepulturas dos Pais” (Kingpin Books)

• Joana Afonso, em “Deixa-me Entrar” (Polvo)

• Ricardo Cabral, em “Pontas Soltas – Lisboa” (Asa)

Excelência na ilustração de BD

• André Caetano, em “Volta – O Segredo do Vale das Sombras” (Polvo)

• André Coelho, em “Sepulturas dos Pais” (Kingpin Books)

• Joana Afonso, em “Deixa-me Entrar” (Polvo)

• Nunsky, em “Erzsébet” (Chili Com Carne)

Excelência na criação de curtas de BD

• Gentleman no1, de André Oliveira e Ricardo Reis (Ave Rara)

• Omega, de Nuno Duarte e Ricardo Venâncio, da antologia “Crumbs” (Kingpin Books)

• The Green Pool, de Francisco Sousa Lobo, da antologia “Crumbs” (Kingpin Books)

• X-23, ilustrado por Filipe Andrade e Nuno Plati, da antologia “X-Women: Mulheres da Marvel” (Levoir)

Excelência na BD em português de autores estrangeiros 

• A Arte de Voar, de Altarriba e Kim (Levoir)

• Blacksad: Amarillo, de Juan Díaz Canales e Juanjo Guarnido (Arcádia)

• Mil Tormentas, de Tony Sandoval (Kingpin Books)

• Saga vol.1, de Brian K. Vaughan e Fiona Staples (G-Floy Studios)

Os resultados serão conhecidos durante a Comic Con, que vai decorrer na Exponor, em Matosinhos, entre os dias 4 e 6 de dezembro. Os atores Linden Ashby, Holland Roden e Susan Walters, da série “Teen Wolf”, confirmaram a participação na edição de 2015. O famoso carro do filme “Regresso ao Futuro” também será uma das atrações.

Na edição do ano passado, a primeira em Portugal, participaram 218 convidados nacionais e internacionais e estiveram presentes mais de 32.500 pessoas. Os bilhetes para a edição deste ano custam entre 20,5 e 23 euros (até 2 de dezembro). Os passes normais para os três dias custam 46 euros e os familiares (dois adultos e uma criança até aos 12 anos) 92 euros.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Venezuela

Um objeto imóvel encontra uma força imparável

António Pinto de Mesquita

Num dos restaurantes mais trendy de Madrid ouve-se o ranger de um Ferrari que para à porta. Dele sai um rapaz novo, vestido com a última moda. Pergunta-se quem é. “É filho de um general venezuelano”.

Enfermeiros

Elogio da Enfermagem

Luís Coelho
323

Muitos pensam que um enfermeiro não passa de um "pseudo-médico" frustrado. Tomara que as "frustrações" fossem assim, deste modo de dar o corpo ao manifesto para que o corpo do "outro" possa prevalecer

Poupança

O capital liberta

André Abrantes Amaral

É do ataque constante ao capital que advêm as empresas descapitalizadas, as famílias endividadas e um Estado sujeito a três resgates internacionais.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)