Cavaco Silva irá ouvir, brevemente, um “conjunto alargado” de personalidades sobre a situação política nacional, avança o Diário Económico (DE). 

As audiências, que poderão contar com várias personalidades de várias áreas da sociedade, além das do cenário económico, confirmou o DE com Belém, surgem no seguimento do anúncio de António Costa de que os acordos acordos com as forças políticas da esquerda estão fechados e que o PS se junta a PCP, Bloco e Verdes na apresentação de moções de rejeição ao Governo de Passos Coelho, que, em consequência, cairá de seguida. 

No seu espaço de comentário na SIC, Marques Mendes disse acreditar que Cavaco Silva vai dar posse a António Costa. Mas também disse que, antes disso, o Presidente da República irá ouvir personalidades e parceiros sociais do cenário económico. Estas audições são necessárias, diz o ex-líder socialista, para analisarem a solidez do entendimento da esquerda e se essas medidas “garantem ou não a manutenção da trajetória de crescimento”. 

Depois disso, Cavaco Silva chamará de novo os partidos. Marques Mendes não coloca a hipótese de que Cavaco Silva esteja prestes a convocar o Conselho de Estado, o órgão que aconselha o Presidente da República.