Um par de matrículas do carro que transportava John F. Kennedy, quando foi assassinado, foram vendidas num leilão por 100 mil dólares, cerca de 93 mil euros, conta a BBC.

As placas de matrículas da limusina em que Kennedy viajava quando foi morto em Dallas, Texas, em novembro de 1963, foram deitadas para o lixo, mas recuperadas, depois, pelo dono da empresa de automóveis, Willard Hess, que as guardou numa estante de livros e que depois as entregou à sua filha, Jane Walker, diz a Sky News.

“Eu tinha consciência da sua importância”, disse Jane Walker, que herdou as placas amarelas e as manteve guardadas durante anos na gaveta da cozinha, até as doar para leilão.

A empresa de leilões confirmou que as placas foram compradas por um colecionador que preferiu manter o anonimato e acrescentou que também foi vendida a carta do menu servido no último jantar do Titanic por 118 mil dólares (110 mil euros).