A Volkswagen vai oferecer cerca de 930 euros (1.000 dólares) aos proprietários norte-americanos de carros movidos a diesel envolvidos no escândalo das emissões poluentes. O dinheiro vai ser cedido na forma de cartões-presente e vouchers. É a Associated Press que avança com a notícia e dá conta que esta é uma forma de apaziguar os clientes lesados — o que não exige que os proprietários afetados desistam do seu direito de processar a Volkswagen.

A oferta que foi anunciada esta segunda-feira estende-se a 482.000 donos de carros afetados — muitos deles insatisfeitos por terem pago mais por carros supostamente amigos do ambiente — e inclui ainda assistência gratuita nas estradas por um período de três anos. “Estamos a trabalhar incansavelmente para desenvolver um ‘remédio’ para os veículos afetados”, disse Michael Horn, CEO da VW nos Estados Unidos da América, via comunicado. “Entretanto, estamos a providenciar este pacote de boa vontade como um primeiro passo para recuperar a confiança dos nossos consumidores.”

O gesto faz parte do trabalho de recuperação que a Volkswagen tem vindo a fazer desde que foi acusada pelas autoridades dos EUA de manipulação grosseira dos testes às emissões poluentes em vários dos seus modelos movidos a gasóleo. A empresa enfrenta processos criminais por alegadamente ter instalado programas informáticos nos automóveis (das marcas Volkwagen e Audi) que escondiam, durante os testes, que os carros poluem entre 10 a 40 vezes mais os limites permitidos por lei. 

A Volkswagen já está a oferecer perto de 2.000 euros a atuais proprietários VW mediante a troca de carros afetados por novos veículos — a isso poderá somar-se, então, os valores associados aos cartões-presente e aos vouchers. Relativamente à marca de luxo Audi, a empresa vai lançar um mesmo programa na próxima sexta-feira, diz também a AP.