A Polícia Judiciária deteve duas pessoas, entre as quais o chefe de equipa do centro distrital de segurança social de Lisboa, por suspeitas de burla ao Estado, disse à Lusa fonte policial.

Segunda mesma fonte, elementos da Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ estão a realizar 10 buscas em vários locais da grande Lisboa, entre os quais nas instalações do centro distrital de segurança social.

Em causa estão suspeitas de manipulação do sistema informático da segurança social para anulação de dívidas, aumentos virtuais dos valores de pensões de reforma e atribuição fraudulenta de subsídios de desemprego mediante recebimento de dinheiro.