De acordo com a ANA, foram cancelados hoje dois voos com partida do aeroporto da Portela, em Lisboa, com destino a Frankfurt e Munique (às 12h00 e às 14h00) e quatro provenientes daquelas duas cidades alemãs para a capital portuguesa (11h00, 13:10, 22h00 e 23h00).

Segundo a mesma fonte, foram também cancelados um voo com partida do aeroporto Sá Carneiro, com destino a Frankfurt (12h35) e dois provenientes da mesma cidade alemã para o Porto (11h30 e 22h50).

A greve do pessoal de cabine da Lufthansa vai forçar hoje ao cancelamento de 933 voos, com partida ou chegada nos aeroportos de Frankfurt, Düsseldorf e Munique, afetando 107 mil passageiros, informou a companhia aérea alemã.

A administradora responsável pela área dos recursos humanos da Lufthansa, Bettina Volkens, afirmou que a greve mais longa da transportadora aérea está a provocar prejuízos financeiros de “várias dezenas de milhões de euros”, o que pode repercutir-se no futuro da empresa, em particular nos funcionários, de acordo com a edição de hoje do jornal Bild.

A paralisação, que cumpre hoje o sexto dia, deve chegar ao fim na sexta-feira, com a retoma das negociações entre a empresa e o sindicato. O sindicato UFO, que representa a maioria dos 19 mil tripulantes de cabine da Lufthansa, encontra-se em divergência com a administração da companhia aérea sobre questões salariais, na proteção contra despedimentos e quanto a reformas e pré-reformas.

Desde o início da greve, foram cancelados 3.700 voos, deixando 443 mil passageiros em terra.