Centenas de milhares de carros dos modelos novos da Volkswagen – para 2016 – têm emissões poluentes “implausíveis”, neste caso de dióxido de carbono (CO2), noticia o The Telegraph. A revelação foi feita esta segunda-feira pela fabricante alemã: mais de metade dos 800 mil veículos que apresentam possíveis irregularidades nas medições de CO2 dizem respeito aos modelos mais recentes, em várias marcas do grupo.

Pode encontrar a lista divulgada pela Volkswagen neste link. Mais de 430 mil carros – diesel e, também, alguns a gasolina – vendidos nos últimos meses e relativos aos modelos para 2016 têm dados “implausíveis” para as emissões de dióxido de carbono. Este número soma-se aos quase 11 milhões de carros em todo o mundo que falsificam as emissões de um outro poluente, conhecido como NOx, uma primeira fase do escândalo que parece ser restrita aos modelos mais antigos.

Os modelos agora visados vão continuar a ser testados pela Volkswagen, num exercício supervisionado pelo regulador alemão para os transportes terrestres. Deverá, também, ser disponibilizada mais informação na Internet para os consumidores saberem, através do número do chassis, se o seu veículo está afetado. Além da marca Volkswagen, há também motores da Audi, Seat e Skoda.

Espera-se para as próximas semanas a apresentação de novas propostas por parte da Volkswagen para, junto dos reguladores, as irregularidades sejam retificadas. Algo que passará, necessariamente, pela chamada dos veículos à oficina. Notícias recentes têm sugerido que a Volkswagen está confiante de que essa retificação será tecnicamente mais fácil do que se temia, incluindo do que diz respeito aos kits fraudulentos instalados nos carros a diesel para mascarar as emissões de NOx.

A empresa deverá, também, ter de negociar com cada Estado a compensação associada à venda de carros com mais CO2 do que o indicado, já que esse valor ajuda a definir os impostos pagos pela empresa. O alemão Bild fez na semana passada um retrato da cultura empresarial que terá levado a estas irregularidades na Volkswagen. Leia mais aqui.