Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Ir à farmácia, no próximo ano, voltará a ficar mais barato para os portugueses. Segundo a estimativa que o Ministério da Saúde divulgou esta quarta-feira a poupança deverá atingir, pelo menos, os 14 milhões de euros, devido à revisão anual de preços.

Desta vez, os países que servirão de base de comparação para a revisão dos preços por cá serão a Espanha, a França e a Eslováquia, segundo um despacho publicado esta semana em Diário da República. E a Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde (Infarmed) aponta para uma poupança de 14 milhões de euros para os utentes e de 27,1 milhões para o Estado.

Recorde-se que entre 2012 e 2014 a revisão anual de preços dos medicamentos permitiu uma poupança de 91,5 milhões de euros aos utentes e de 177,5 milhões de euros ao Estado, de acordo com um estudo realizado pelo Infarmed e divulgado este verão.

Já nos hospitais, cuja revisão anual de preços acontece desde o ano 2013, “o Estado deverá poupar 40,6 milhões de euros” em 2016. 

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR