A startup biotecnológica Exogenus Therapeutics quer revolucionar a forma como se tratam feridas crónicas provocadas por doenças como a diabetes ou hipertensão arterial e na quarta-feira foi a vencedora da 17ª edição do prémio do Jovem Empreendedor, o galardão mais antigo do país na área do empreendedorismo, promovido pela Associação Nacional de Jovens Empresários (ANJE). 

A empresa que atua na área da medicina regenerativa tem origem na Universidade de Coimbra e vai receber 20 mil euros em dinheiro. O primeiro produto da Exogenus Therapeutics, o Exo-Wound, está em fase final de desenvolvimento e permite tratar feridas crónicas com uma terapia que deriva do sangue do cordão umbilical. O tratamento não provoca rejeições e após 10 dias de aplicação é 50% mais eficaz do que as terapias concorrentes, segundo a empresa. 

Fundada pelos investigadores Joana Simões Correia e Ricardo Neves, e pela gestora Luísa Marques, a biotecnológica está incubada no Biocant Park – Centro de Inovação em Biotecnologia, em Cantanhede (Bairrada) e recebeu investimento da Caixa Capital. O projeto de investigação foi desenvolvido em colaboração com a empresa Crioestaminal, que também já venceu o prémio do Jovem Empreendedor, o Biocant Park e o Centro de Neurociências e Biologia Celular da Universidade de Coimbra.

Além do projeto vencedor, foi distinguida com Menção Honrosa a DoctorGummy, uma startup que desenvolve medicamentos para crianças com base em guloseimas 100% naturais, sem adição de açúcar, glúten, lactose, corantes ou conservantes artificiais. 

Doctor Gummy

Nuno Santos (à esquerda) concorreu ao Shark Tank e recebeu financiamento dos três jurados

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“A intensidade de inovação, a capacidade tecnológica e o potencial económico das startups vencedoras, bem como de muitos outros candidatos ao 17.º Prémio do Jovem Empreendedor, são reveladores, por um lado, da vaga de empreendedorismo baseado no conhecimento que está a ocorrer no país e, por outro, da capacidade da ANJE de atrair talento enquanto ecossistema empreendedor”, referiu o presidente da ANJE, João Rafael Koehler. 

O prémio da ANJE tem o apoio do Instituto do Emprego e Formação Profissional. De entre as mais de 150 candidaturas que o júri recebeu, chegou-se a seis finalistas. Além da Exogenus Therapeutics e da DoctorGummy, estavam entre os finalistas a Glexyz (uma plataforma virtual de teste de produtos), a Linehealth (solução inteligente para medicação e controlo de doentes crónicos),a Matter (peças de design criadas a partir de resíduos) e a Stuk.io (plataforma online que ensina a programar e criar aplicações móveis).

O júri foi composto por Bruno Carvalho (líder da Ative Aerogels), José Gabriel Chimeno (partner na Deloitte Portugal), Miguel Ribeiro Ferreira (presidente do Grupo Fonte Viva e investidor no Shark Tank Portugal), Stephan Morais (diretor executivo na Caixa Capital), Paulo Sousa Marques (CEO do Shark Tank Portugal) e Nuno Barroca (vice-presidente do Grupo Amorim).

Entre 19 e 21 de novembro, vai decorrer a Feira do Empreendedor na Alfândega do Porto sob o tema “Experience the Future”, onde 50 startups tecnológicas vão apresentar os seus produtos na Startup Village. Além deste, há seis novos eventos-âncora nas áreas do coworking de base tecnológica, mercado de trabalho, captação de financiamento, networking, pitch e lançamento de produtos.