A advogada angolana Ricardina Pederneira decidiu juntar informação dispersa e ajudar investidores estrangeiros a fazer negócios em Angola ensinando como evitar cometer erros e publicou o resultado no livro “Do Business in Angola”.

Em declarações à agência Lusa, a advogada disse que a ideia surgiu após se ter apercebido de que existe “muita informação sobre Angola, mas completamente dispersa em vários artigos e websites” e que faltava “uma publicação com a informação compilada de como investir em Angola e de como evitar os problemas de uma má decisão ou mau investimento”.

No livro, adiantou a advogada angolana residente em Londres, incluiu algumas ferramentas para ajudar o investidor a compreender “passo a passo” qual será a melhor forma de entrar no país. “Angola é um país bastante rico e tem várias oportunidades de investimento, mas que talvez não se coadunem com o seu modelo de negócios – ou talvez o seu modelo de negócios não seja o adequado para o país”, vincou.

Um dos conselhos que dá é a necessidade de um parceiro local, “não só porque a lei o exige, mas também porque é muito importante que, quando se investe no país, se tenha alguém que acompanhe de perto o progresso do investimento”. Outro aspeto importante, enfatizou Ricardina Pederneira, é a questão da língua oficial, o português.

“Há muitos empresários e pessoas que falam inglês, mas não é a língua veicular de Angola. Como tal, se não fala português, o investidor deve ter em atenção um plano estratégico de como lidar com a língua quando fizer negócios em Angola”, disse.

Na sua profissão de advogada, a autora afirmou ter conhecido empresários que tiveram problemas ao tentar investir em Angola e pretende que este livro evite que sejam cometidos os mesmos erros.

O livro, segundo a autora, é “bastante interativo, com exercícios para ajudar as pessoas a pensarem se vale a pena, como e o que devem ter em atenção. Trago muitos casos que já falharam e de sucesso para ajudar as pessoas compreenderem melhor e a evitarem problemas no futuro”.

“Do Business in Angola” [Faça Negócios em Angola] está atualmente a ser traduzido e a edição portuguesa está prevista ser lançada em Angola no dia 14 de dezembro.