O treinador do Astana, Stanimir Stoilov, disse que o Benfica “foi encostado a um canto” pela recente derrota com o Sporting e estará “duplamente motivado” para defrontar o bicampeão cazaque na Liga dos Campeões de futebol.

“Após a derrota no dérbi contra o Sporting [2-1, nos 16 avos de final da Taça de Portugal], o Benfica foi encostado a um canto e estará duplamente motivado”, disse o treinador búlgaro, em conferência de imprensa, parcialmente reproduzida no sítio oficial da UEFA na Internet.

Apesar de esperar pelo ‘toque a reunir’ do bicampeão português, Stoilov advertiu que o estádio do Astana é o seu “castelo” e que nele o clube da capital do Cazaquistão “procura sempre a vitória, mesmo contra as melhores equipas da Europa”.

O treinador do bicampeão cazaque pediu o “apoio total dos adeptos”, até porque dessa forma o Astana “tem maior possibilidade de vencer”, defendendo que dispõe de um grupo de jogadores que “é capaz de obter bons resultados tanto no Cazaquistão como na Europa”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O Benfica defronta na quarta-feira o Astana em jogo da quinta e penúltima jornada do grupo C da Liga dos Campeões, com início às 15.00 (hora de Lisboa), no Astana Arena, na capital cazaque, sob arbitragem do francês Ruddy Buquet.

O clube lisboeta lidera o agrupamento, com nove pontos, mais dois do que o Atlético de Madrid e mais cinco do que os turcos do Galatasaray, segundo e terceiro classificados, que se defrontam em Espanha, enquanto o Astana é último posicionado, com apenas dois pontos.