Espaço e tempo. Um segundo que é um segundo. Um metro que é um metro, seja aqui, seja em Júpiter. A 25 de novembro de 1915 Albert Einstein apresentou, na Academia de Ciências, em Berlim, a fórmula que veio mudar isso tudo: a Teoria Geral da Relatividade, que alterou os conceitos de tempo e de espaço. A verdade é que ela não foi bem compreendida (ainda não o é), contudo, há uma pergunta que se impõe. Mas para que é que ela serve? Serve para compreender o universo, sim, mas também para chegar ao destino certo através das coordenadas de GPS, por exemplo. E muito, muito mais: coisas do dia a dia que talvez nem imagine.

Einstein apresentou há 100 anos o modelo que propunha explicar o universo e todos os seus fenómenos. O físico e matemático argumentou que o tempo e espaço não eram entidades rígidas e estáticas, mas que eram entidades vivas. Definiu uma nova entidade, a curvatura espaço-tempo, que podia ser distorcida de acordo com a velocidade e a gravidade e que, quanto mais intensas fossem essas magnitudes, mais intensa poderia ser essa deformação do espaço-tempo.

Parecia, na altura, uma teoria com pouca utilidade, mas a verdade é que atualmente ela alcançou vários planos práticos, em campos muito distintos. O ABC enumerou algumas provas de que a Teoria da Relatividade tem mesmo importância no quotidiano, explicadas por um investigador do Instituto de Física Teórica do CSIC, José Luis Fernández Barbón.

O funcionamento do GPS

Atualmente qualquer smartphone tem um navegador GPS, mas é a Teoria da Relatividade que pode explicar o seu funcionamento. A localização do nosso GPS é calculada segundo o tempo de resposta entre os satélites que orbitam a terra e os nossos dispositivos. Se o GPS não tivesse em conta a relatividade do tempo, devido à velocidade dos satélites e à distância a que o campo gravitacional está da Terra, os relógios atómicos incorporados no GPS deixavam de estar calibrados, podendo acumular vários erros sem que conseguíssemos chegar ao destino certo.

A man uses a GPS app on a smartphone during a Google promotion event at the City of Fashion and Design (Cite de la mode et du design) in Paris on November 4, 2014. AFP PHOTO / THOMAS SAMSON (Photo credit should read THOMAS SAMSON/AFP/Getty Images)

Créditos: THOMAS SAMSON/AFP/Getty Images)

As televisões velhas

As televisões mais antigas utilizavam CRTS, pequenos aceleradores de partículas que faziam com que os eletrões fossem disparados em alta velocidade, na parte de trás do monitor. Caso a Teoria da Relatividade não fosse levada em conta, os eletrões não conseguiriam projetar os píxeis nas posições corretas.

POMPANO BEACH, FL - JUNE 05: Tommy Bass places an analog television set into the discard bin after receiving it at the Broward County Waste & Recycling Services Solid Waste center on June 5, 2009 in Pompano Beach, Florida. As America switches to a digital signal on June 12th many are throwing out their old television sets. The switch to the digital television signal makes old analog televisions obsolete unless a converter box has been purchased. For the last 70 plus years people have watched television on analog. (Photo by Joe Raedle/Getty Images)

Créditos: JOE RAEDLE/Getty Images

O magnetismo

O especialista explica: “Qualquer coisa que tenha a ver com os campos magnéticos é explicada por um efeito relativista. Estes campos foram já descritos antes, mas depois percebeu-se que é a Relatividade que explica o magnetismo na realidade “. Não é preciso ir longe, basta olhar para o seu frigorífico carregado de ímanes.

Magnets of food products are seen in the American Enterprise Exhibition at the Smithsonian's American History Museum June 11, 2015 in Washington, DC. The Smithsonian previewed its new exhibition on American enterprise. AFP PHOTO/BRENDAN SMIALOWSKI (Photo credit should read BRENDAN SMIALOWSKI/AFP/Getty Images)

Créditos: BRENDAN SMIALOWSKI/AFP/Getty Images)

Ouro à prova do tempo

José Luis Fernández Barbón esclareceu ainda que o ouro é praticamente “à prova do tempo”, do desgaste e da oxidação, por causa das propriedades dos seus átomos pesados, presentes também no mercúrio, cujos eletrões estão muito próximos do núcleo e se movem muito rápido. Por isso já sabe, a Teoria da Relatividade também explica o porquê do seu ouro permanecer intacto.

Indian shoppers try on gold jewellery at a jewellery store on Dhanteras in Amritsar on October 21, 2014. Dhanteras, which happens two days before the Hindu festival Diwali, is seen as an auspicious day to make purchases. AFP PHOTO/NARINDER NANU (Photo credit should read NARINDER NANU/AFP/Getty Images)

Créditos: NARINDER NANU/AFP/Getty Images

Energia nuclear

“Qualquer coisa que tenha a ver com a energia nuclear, bombas atómicas, reatores nucleares ou questões relacionadas com radioatividade, está ligada à famosa equação de Einstein (E=mc2) “, revela o cientista espanhol, que explica que todos esses processos envolvem mudanças maciças nos núcleos, que por sua vez resultam de grandes mudanças de energia.

MIDDLETOWN, PA - MARCH 28: The Three Mile Island Nuclear Plant is seen in the early morning hours March 28, 2011 in Middletown, Pennsylvania. (Photo Jeff Fusco/Getty Images)

Créditos: JEFF FUSCO/Getty Images

Este artigo foi originalmente publicado a 25 de novembro de 2015.