O Presidente francês criticou a ação “escandalosa” de “elementos perturbadores” que provocaram hoje incidentes na Praça da República, em Paris.

“Sabemos que existiam elementos perturbadores que nada têm a ver com os ambientalistas”, declarou o chefe de Estado francês em Bruxelas, à margem de um encontro da União Europeia com a Turquia, denunciando os incidentes “lamentáveis e até mesmo escandalosos”.

Vários manifestantes nas ruas de Paris lançaram hoje objetos à polícia, que respondeu lançando gás lacrimogéneo.

A marcha pelo clima que estava agendada para hoje em Paris, onde na segunda-feira começa a conferência das partes das Nações Unidas sobre clima, foi cancelada devido aos atentados de 13 de novembro na capital francesa.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Em substituição, os manifestantes organizaram-se e enviaram para Paris alguns milhares de pares de sapatos, que cobrem hoje a praça La République, numa ação simbólica de representação dos ambientalistas e cidadãos que se juntaram à causa.

Os manifestantes, desafiando a proibição de qualquer manifestação após os atentados, foram sendo encaminhados para a praça La République, no coração da capital.

A conferência das partes das Nações Unidas sobre alterações climáticas é designada por COP21 e nela deverão participar mais de 140 chefes de Estado e de governo.