A antiga glória do râguebi Jonah Lomu morreu há 12 dias e a despedida dos All Blacks não podia ter sido mais emocionante, no estádio do Eden Park, em Auckland. Atuais e antigos jogadores da seleção neozelandesa protagonizaram os últimos ‘hakas’ no adeus ao ex-jogador que morreu aos 40 anos.

O momento mais arrepiante foi provavelmente liderado por Buck Shelford, antigo jogador e capitão da seleção da Nova Zelândia no final da década de 80, enquanto o caixão de Jonah Lomu era transportado para o carro funerário.

Foi Shelford quem assumiu a condução do segundo Ka Mate (nome do ritual que os All Blacks mais vezes realizam antes dos jogos) realizado por mais de 20 antigos atletas. Entre eles estavam Tana Umaga, que somou mais de 100 jogos pelos All Blacks, ou Errol Brain, ex-selecionador de Portugal. No final da cerimónia pública, que passou em direto nas televisões locais, foram ainda libertadas 40 pombas brancas.

A assistir estavam milhares de fãs, e os filhos de Lomu, Brayley, de seis anos, e Dhyreille, de cinco anos, bem como a sua mulher, Nadene.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Jonah Lomu morreu a 18 de novembro, aos 40 anos. A estrela do râguebi sofria de uma doença rara nos rins.

https://www.youtube.com/watch?v=ypff0vx2FZo&feature=iv&src_vid=GrI_GW9DAfI&annotation_id=annotation_1346193657