Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Mais de um milhão de documentos escritos por Winston Churchill entraram para o Registo Internacional de Memória do Mundo, da UNESCO. Neste fundo que divulga e preserva documentos importantes para a história da humanidade, há documentos como a Magna Carta ou o Tratado de Tordesilhas. Apesar de entrarem oficialmente neste fundo, os documentos de Churchill vão permanecer fisicamente no Centro de Arquivo Churchill, em Cambridge.

3 fotos

Entre os milhares de documentos deste arquivo, estão os famosos discursos de guerra, muitos deles com correções e anotações à mão feitas pelo próprio primeiro-ministro britânico. O arquivo pertence atualmente ao Reino Unido, tendo sido doado em parte e a outra parte foi comprada com fundos provenientes dos lucros da lotaria. Agora, fazendo parte deste fundo internacional, receberá mais atenção e promoção mundial.

O anúncio foi feito esta segunda-feira, 141º aniversário de nascimento do antigo primeiro-ministro que marcou mais de 30 anos da política britânica e da política internacional. O Registo Internacional de Memória do Mundo agrega milhares de documentos provenientes um pouco de todo o mundo.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR