Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A investigadora Ana Patrícia Ferraz venceu o Prémio Nação Inovadora, promovido pela Audi e SIC Notícias. Na reta final do concurso, que visa promover a inovação, estavam mais dois finalistas: os empreendedores Gonçalo Fortes (fundador da Prodsmart) e Miguel Neiva (fundador da Color Add).

Ana Patrícia Ferraz desenvolveu um protótipo para determinar testes de pré-transfusão de sangue, que podem ser essenciais em situações de emergência médica. Em cinco minutos, este sistema permite que seja administrado no paciente o tipo de sangue que é compatível com o seu.

“Fico muito satisfeita por terem reconhecido o meu trabalho. Foram oito anos de investigação, trabalho e dedicação para chegar a uma solução que poderá ajudar a salvar vidas”, afirmou Ana Patrícia Ferraz, em comunicado.

A investigadora foi selecionada pelos cinco embaixadores da iniciativa – Bárbara Coutinho (diretora do MUDE), a artista plástica Joana Vasconcelos, o empreendedor Miguel Pina Martins, o líder da Renova Paulo Pereira da Silva e Rosália Vargas, presidente da Ciência Viva -, um elemento da Audi e SIC Notícias e dois representantes de entidades públicas e privadas ligadas à inovação. Vai receber um prémio monetário no valor de 10 mil euros.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR