Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O jornal britânico The Daily Mail fez uma lista com seis segredos das viagens de avião que muitos passageiros desconhecem. Foram revelados por utilizadores da rede social Quora (onde profissionais de várias profissões partilham as suas experiências) e alguns são pouco indicados para os que têm medo de andar de avião: isto é, não encorajarão ninguém a viajar. Mas, como a curiosidade é grande, e a informação nunca é demais, fique com os segredos. Mas — aviso — depois de ler, não há volta atrás.

1 – Os pilotos dormem durante o voo. Como? É isso mesmo. Segundo o jornal, um inquérito feito em 2012 pelo sindicato de pilotos revelou que mais de metade dos pilotos dormem durante as viagens. Mas não fique já em pânico: é também para isso que serve um co-piloto. “Os voos que demoram entre 30 minutos a 10 horas levam apenas dois pilotos, [mas] para voos mais extensos há pilotos adicionais”, explica Piers M. Applegarth, da associação britânica de pilotos, à publicação inglesa.

2 – As máscaras de oxigénio duram apenas 15 minutos. Esta não deixará ninguém descansado: se existir alguma situação de emergência, em altas altitudes, a máscara tem de ser colocada numa questão de segundos. Caso contrário, os passageiros podem morrer. Mas, mesmo com a máscara, tem apenas um quarto de hora de oxigénio na máscara. Portanto, fica na mão do piloto, que tem de fazer o avião descer de altitude nesse período.

3 – A sua viagem pode ser feita num avião com (pequenos) problemas técnicos. Isto é, ao contrário do que pode julgar, nem todos são resolvidos antes da viagem se iniciar. Em regra, porém, estes pequenos problemas que afetam os aviões durante o voo (e que podem provocar pequenos cortes de luz na cabina dos pilotos, por exemplo) são resolvidos durante a própria viagem. E, se forem graves, a viagem não se faz.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

4 – Pelo sim pelo não, os pilotos pedem menús diferentes. A razão? Se o prato pedido provocar uma intoxicação alimentar, nem todos os pilotos ficarão intoxicados.

5 – Há períodos de maior e menor turbulência. Não sabia? Pois fique a saber que os melhores voos para evitar a turbulência aérea são os que são feitos durante a manhã. À noite, por sua vez, a probabilidade de apanhar turbulência na viagem é maior, já que é nesse período que tendem a ocorrer mais tempestades. Tome note e marque bem a sua viagem, se tem receio de andar de avião.

6 – Nem sempre as aterragens irregulares são culpa do piloto. Nunca passou por uma experiência de aterragem mais atribulada e nunca reclamou com a falta de sensibilidade do piloto assim que está são e salvo (ou sã e salva)? Pois então não os crucifique sem saber: às vezes, os pilotos têm mesmo de aterrar com mais impacto, para evitarem deslizar numa pista que esteja escorregadia.