Marine Le Pen prepara-se para levar o seu partido, Frente Nacional, à vitória em algumas regiões francesas este domingo, sem deixar de lado as suas ideias para a Europa. Para Le Pen, a saída do Reino Unido após o referendo sobre a pertença do país à União Europeia será “maravilhosa” porque isso significa o colapso do projeto europeu.

“Objetivamente, será o início do fim da União Europeia. Eu comparo Bruxelas ao Muro de Berlim. Se a Grã-Bretanha deitar parte do muro abaixo, então acabou. É o fim”, afirmou Marine Le Pen em declarações ao jornal britânico “The Telegraph”. A também eurodeputada e vencedora das eleições europeias em França, trava uma batalha no seu país pela afirmação do partido e outra em Bruxelas pelo fim da integração dos 28.

A Frente Nacional, que atualmente integra um grupo de eurocéticos e partidos de extrema-direita no Parlamento Europeu, posiciona-se contra a imigração em França, contra a entrada de refugiados no país, mas também contra mais integração europeia nas mais variadas áreas. “A saída do Reino Unido seria maravilhosa – extraordinária –  para todos os povos europeus que querem liberdade”, afirmou ainda a eurodeputada.