Morreu, este sábado, a atriz brasileira Marília Pêra. De acordo com os meios de comunicação brasileiros, a atriz lutava há dois anos contra um cancro no pulmão e faleceu em casa, no Rio de Janeiro, ao lado da família. Tinha 72 anos.

Atriz, cantora, bailarina, produtora e realizadora, Marília Pêra nasceu a 22 de janeiro de 1943 no seio de uma família de artistas. A primeira vez que subiu a um palco de teatro tinha apenas 19 dias de vida, porque uma amiga da mãe Dinorah Marzullo precisava de um bebé de colo para uma cena.

Eu sou filha, neta, sobrinha de gente de teatro, de gente que sobrevivia de teatro. Não existia televisão, então todo mundo dependia mesmo da memória, da voz, da energia cênica. Eu fui criada assim, fui criada com essa severidade da necessidade mesmo“, disse em entrevista ao Correio Popular.

Artista versátil, fez quase 30 filmes e mais de 50 peças de teatro. Por duas vezes venceu o Prémio Molière, primeiro em 1974 com a peça “Apareceu a Margarida” e 10 anos depois, por “Brincando em cima daquilo”.

Mas é graças a algumas das cerca de 40 novelas em que entrou que a generalidade dos portugueses se recorda do seu rosto. “Rainha da Sucata”, “Meu Bem Querer”, “Celebridade”, “Começar de Novo” e “Duas Caras” são algumas das telenovelas onde a atriz entrou. Também entrou na minissérie “Os Maias”, em 2001, onde fez o papel de Maria Monforte.

Marília Pêra trabalhou até ao fim. A última série que fez foi “Pé na Cova”, entre 2013 e 2014, com Miguel Falabella. Foi casada quatro vezes e deixa três filhos, Ricardo Graça Mello, Esperança Motta e Nina Morena.