O ex-treinador Alex Ferguson avisou hoje José Mourinho de que o “futebol é uma indústria de alto risco”, mas acredita que o português consegue encontrar uma solução para o Chelsea, após mais uma derrota dos londrinos no sábado.

“Se olharem bem para a sua carreira, não tem havido mais nada a não ser um crescimento, mas pela primeira vez na sua vida tem tido que lidar com má publicidade, adversidade e isso tem sido um desafio para ele”, disse Ferguson sobre Mourinho, numa declaração à margem de um evento em Londres.

Em 15 jogos na Liga inglesa, o Chelsea somou, no passado sábado, a oitava derrota ao perder em casa contra o Bournemouth, por 1-0, um jogo em que Ferguson acredita que “poderiam ter ganho por vários golos, mas acabaram por perder”.

“O futebol hoje é uma grande indústria financeira, o acordo televisivo vale biliões, há envolvimento por parte da imprensa, há pressão por parte dos próprios adeptos, é uma indústria de alto risco”, explicou o escocês, que esteve 27 anos no comando do Manchester United.

Ferguson acredita que “os grandes líderes conseguem eventualmente encontrar uma solução” e que não vê o mau momento do Chelsea “durar muito”.

Os londrinos defrontam na próxima quarta-feira o FC Porto, em casa, na última jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões, num encontro decisivo para os envolvidos, tendo em conta que os ‘dragões’ precisam de vencer em Stamford Brigde para avançar aos oitavos de final.