Obituário

Morreu Nuno Gonçalves, teclista dos Expensive Soul: “Deixaste-nos tão cedo”

137

O teclista Nuno Gonçalves, mais conhecido por Mr. D, morreu esta segunda-feira. A notícia foi dada pela própria banda, através do Facebook. A causa da morte não foi divulgada.

Nuno Gonçalves tinha 41 anos

Expensive Soul (Facebook)/Luis Macedo

Nuno Gonçalves, teclista da banda portuguesa Expensive Soul, morreu esta segunda-feira. A notícia foi dada pela própria banda, através da página oficial do Facebook. As causas da morte não foram divulgadas. O músico tinha 41 anos.

“Deixaste-nos tão cedo sem sequer te podermos dizer um adeus e o quanto gostamos de ti. Estamos todos em choque. Mas a vida é isto, tão justa quanto injusta, tão lenta quanto rápida, tão boa quanto má”, refere o post publicado pela banda. “Vais-nos fazer muita falta e deixar tantas saudades, serás sempre insubstituível.”

Nuno Gonçalves aka Mr.D1974-2015Amigo, companheiro de uma vida, dos palcos, das viagens, dos convívios, das...

Posted by Expensive Soul on Monday, 7 December 2015

Nas redes sociais, começaram rapidamente a surgir as primeiras reações à morte do músico, mais conhecido por Mr. D. No Facebook, Miguel Araújo enviou os seus sentimentos à “família do Nuno” e à “família Expensive Soul”. “Descansa, grande Nuno”, escreveu o músico.

O funeral realiza-se esta terça-feira, dia 8 de dezembro, à 10h na Igreja de Vermoim, na Maia.

Os Expensive Soul nasceram em 1999 em Leça da Palmeira, em Matosinhos, pelas mãos de Demo (MC) e New Max, dois antigos colegas de escola que tinham um sonho em comum: fazer música. O projeto musical, muitas vezes difícil de categorizar, é influenciado por sonoridades tão distintas como o hip-hop, o soul ou o reggae.

[Veja na fotogaleria em baixo os álbuns da banda de Leça da Palmeira]

O duo tornou-se conhecido depois do lançamento do primeiro álbum, B.I., pela New Max Records, a editora do vocalista New Max, em 2004. Dois anos depois, seguiu-se Alma Cara e, em 2010, Utopia, que lhes valeu um dos grandes sucessos da sua carreira — a música “O Amor é Mágico”.

Em 2012, acompanhados pela Fundação Orquestra Estúdio, dirigida pelo maestro Rui Massena, tocaram no pavilhão multiusos de Guimarães, perante 6.500 pessoas. O concerto, realizado no âmbito da Guimarães 2012 — Capital Europeia da Cultura, foi filmado pela RTP e editado ainda esse ano em DVD.

O último álbum de originais, Sonhador, foi lançado em junho de 2014 e inclui os sucessos “Cúpido” e “Que Saudade”.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: rcipriano@observador.pt
Obituário

Obrigado, John McCain /premium

Sebastião Bugalho

A nós, europeus, sobra-nos um dever moral: agradecer a este homem que acreditou até ao fim que o Ocidente merece ser defendido pela América. E ter esperança que ele não tenha sido o último.

Obituário

In memoriam – Ernesto Moura Coutinho

Jaime Nogueira Pinto
1.369

O Ernesto era da nossa geração, da nossa tribo, parte integrante da nossa história e da nossa aventura. Discreto, confiante, confiado, era aquele Amigo com quem se conta sempre mesmo quando é difícil.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)