Se está a pensar ser pai e tem excesso de peso, o melhor é começar a fazer dieta e exercício físico. Isto se quiser ter um filho ou uma filha com um peso normal e saudável. É esta a conclusão de uma investigação feita pela Universidade de Copenhaga, publicada pelo jornal Cell Metabolism. 

A razão está no esperma. Os investigadores analisaram o esperma de 13 homens magros e de 10 homens obesos para observar as marcas epigenéticas do ADN, ou seja, aquelas que constituem informação hereditária para os filhos. Há diferenças em mais de nove mil genes, alguns relacionados com o controlo do apetite. Ou seja, pais obesos tendem a ter filhos obesos.

Mas a situação é reversível. Na mesma investigação, comprovou-se que, quando os homens obesos fizeram cirurgias para redução de peso, a composição do esperma alterou-se apenas uma semana depois — começou a assemelhar-se ao esperma dos homens magros. Conclusão: a perda de peso altera as marcas epigenéticas de obesidade nos espermatozóides.

Antes da concepção, o melhor é preparar o corpo para a saúde do bebé.