Pelo menos 41 polícias morreram e vários outros ficaram feridos quando o autocarro em que viajavam caiu de uma ponte no norte da Argentina, divulgaram responsáveis numa atualização do balanço anterior.

As primeiras informações, de um autarca local, davam conta de 20 mortos.

O chefe dos serviços de emergência da província de Salta, Francisco Marinaro, disse que o rebentamento de um pneu terá estado na origem da queda do autocarro, que transportava 60 polícias de fronteira. O veículo caiu de uma altura de 15 metros no leito seco de um rio.

Dez polícias foram hospitalizados e quatro deles encontram-se em estado grave, indicou Marinaro a uma rádio local.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O autocarro integrava uma coluna de três viaturas policiais.

O presidente argentino, Mauricio Macri, enviou as condolências aos familiares das vítimas.