O Santander Totta realiza hoje uma assembleia-geral extraordinária para votar um aumento de capital até 300 milhões de euros em novas ações ao preço de um euro cada uma.

Quando anunciou em novembro o reforço de capital, em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o banco disse que o objetivo da operação é a “otimização da estrutura de capitais próprios” e que não haverá “qualquer alteração substancial na estrutura e no capital afeto a este grupo”.

Caso o aumento de capital avance, o capital do Santander Totta passará a ser de 956,7 milhões de euros, correspondente a 956.723.284 ações, pelo que a reunião magna de hoje votará também a alteração do contrato de sociedade nesse ponto.

O português Santander Totta é detido sobretudo pelo banco espanhol Santander.

Até setembro, o banco liderado por Vieira Monteiro teve lucros de 176,7 milhões de euros, mais 48,7% em comparação com igual período do ano passado.