Duas pessoas suspeitas de ligação aos atentados de Paris do último dia 13 de novembro foram detidas.

O procurador austríaco, Robert Holzleiner confirmou que dois homens foram detidos durante o fim de semana na cidade de Salzburgo num centro de refugiados.

O procurador referiu ainda que estes homens são suspeitos de “participação numa organização terrorista”. As autoridades investigam portanto o seu envolvimento nos atentados de Paris.

Sem dar mais esclarecimentos, Holzleiner explicou ainda que os suspeitos chegaram à Europa do Médio Oriente.

A página da internet do jornal Kronen Zeitung revelou também que os dois homens são de nacionalidade francesa, respetivamente com origens argelina e paquistanesa, e chegaram em outubro à Áustria provenientes da Síria e acompanhados pelos autores dos atentados, que possuíam documentos sírios falsificados.

A informação que conduziu a estas detenções foi proveniente de um serviço de informações estrangeiro, que não forneceu as suas fontes. Foi ainda referido que os dois homens aguardavam em Salzburgo, uma cidade muito visitada por turistas, ordens para proceder a outros atentados.

O procurador recusou confirmar a nacionalidade dos suspeitos, enquanto o ministro do Interior e a polícia optaram por não se pronunciar.