Arqueologia

Ama-de-leite de Tutankhamon pode ser, afinal, irmã do faraó

Depois de ter sido descoberto o túmulo da ama-de-leite de Tutankhamon, Maia, em 1996, foi revelado agora que esta pode ser, afinal, irmã ou meia-irmã do famoso faraó.

As imagens presentes no túmulo da ama-de-leite de Tutankhamon, chamada Maia, permitiram colocar a hipótese que este podia ser irmã ou meia-irmã do famoso faraó

© EPA

Em 1996 foi descoberto, por Alain Zivie, o túmulo da alegada ama-de-leite (mulher que amamenta o filho de outra mulher) do faraó Tutankhamon. A múmia de Maia foi encontrada em Saqqara a 20 km da capital egípcia, Cairo. Zivie abriu agora o espaço aos jornalistas para anunciar que o local das escavações vai ser aberto ao público no próximo mês. E para revelar o que pode revelar-se mais uma descoberta surpreendente.

Como conta o The Guardian, a mulher que amamentou o histórico faraó podia ser, afinal, irmã. Para se perceber esta nova descoberta há que recuar a 1922, altura em que o britânico Howard Carter encontrou o túmulo da mãe de Maia. Para além disso, alguns testes de ADN provaram que o pai de Tutankhamon era o faraó Akhenaton, mas a identidade da mãe ficou sempre envolta em mistério, descartando-se apenas a hipótese de ter sido a rainha egípcia Nefertiti. Mas agora Zivie diz que “Maia é a princesa Meritaton, irmã ou meia-irmã de Tutankhamon e filha de Akhenaton e Nefertiti”.

túmulo de Maia, ama-de-leite de Tutankhamon

Os jornalistas puderam entrar no local descoberto em 1996, e que vai ser aberto ao público a partir do próximo mês.

Para chegar a esta conclusão o francês partiu das esculturas de Tutankhamon e de Maia nas paredes do túmulo desta: “O que é extraordinário é que eles eram muito semelhantes. Eles têm o mesmo queixo, olhos, traços de família”.

Ou seja, o diretor da Missão Arqueológica francesa de Bubasteion explica que as “esculturas mostram Maia sentada no trono real e com ele (Tutankhamon) sentado ao colo”. E no túmulo de Akhenaton estavam presentes imagens semelhantes.

Para além disso, nas paredes do local onde o pai de Tutankhamon está enterrado foram também encontradas imagens representando a morte da princesa Meritaton, filha de Akhenaton e Nefertiti: “Nestas cenas há uma mulher que está a amamentar um bebé, e esta mulher, representada como ama-de-leite, é a princesa Meritaton, a filha mais velha de Akhenaton”.

Apesar de tudo a mãe de Meritaton, ou Maia, ainda não foi encontrada, mas alguns especialistas colocam a hipótese que os seus restos mortais possam estar numa câmara secreta no túmulo de Tutankhamon.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Ambiente

A onda verde na UE e os nacionalismos

Inês Pina

Se hoje reduzíssemos as emissões de CO2 a zero já não impedíamos a subida de dois graus centígrados. E estes “míseros” dois graus vão conduzir ao fim das calotas polares e à subida do nível do mar.

Finanças Públicas

Como evitar um 4º resgate? /premium

Paulo Trigo Pereira

Portugal necessita de mais doze anos (três legislaturas completas) de crescimento económico e de finanças públicas quase equilibradas para sair da zona de risco financeiro em que ainda se encontra.

Brexit

Boris Johnson /premium

João Marques de Almeida

Em Londres, só um louco ou um suicida é que defenderiam o acordo assinado com a União Europeia. Resta saber se os líderes europeus terão a lucidez de reconhecer o evidente: o acordo que existe morreu.

Ambiente

A onda verde na UE e os nacionalismos

Inês Pina

Se hoje reduzíssemos as emissões de CO2 a zero já não impedíamos a subida de dois graus centígrados. E estes “míseros” dois graus vão conduzir ao fim das calotas polares e à subida do nível do mar.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)