Os dólares nas ruas de Angola estão a ser transacionados ao dobro da taxa oficial, que revela uma desvalorização acima dos 30% desde o início da descida dos preços do petróleo, no verão de 2014.

A quebra dos preços do petróleo, o principal produto exportado por Angola, originou uma quebra nas receitas fiscais e fez disparar a procura de dólares no mercado informal, de rua, onde já se cobra à volta de 270 kwanzas por cada dólar norte-americano, o dobro da taxa oficial de câmbio do país.

A evolução do kwanza face ao dólar tem sido marcada por uma forte volatilidade, de tal forma que na proposta de Orçamento Geral do Estado (OGE) para 2016, o Governo já não arrisca uma previsão.

A taxa de câmbio oficial do Banco Nacional de Angola (BNA) está inalterada, há mais de um mês, nos 135,9 kwanzas na compra de cada dólar norte-americano, enquanto em 2014, antes do início da crise, no verão, da cotação internacional do barril de crude, rondava os 99 kwanzas por cada dólar.

Na proposta de Orçamento Geral do Estado (OGE) para 2016, que vai a votação final no parlamento angolano na sexta-feira, o Governo lembra as previsões de 96,6 kwanzas (para 2013), 98,3 kwanzas (2014) e de 125,98 kwanzas (2015).

No entanto, para 2016, o documento não arrisca qualquer previsão e chega mesmo a alertar para os riscos com a atual crise económica e financeira que o país atravessa e que a execução do OGE “poderá ser significativamente alterada” num contexto de agravamento da “depreciação da moeda nacional relativamente ao dólar americano”, nomeadamente “potenciando a realização de despesas acima do previsto, especialmente em categorias como o serviço da dívida para produtos indexados”.

“Será necessário garantir um rigoroso monitoramento da evolução da taxa de câmbio relativamente ao dólar americano, num intervalo que assegura a minimização de riscos associados ao cumprimento do serviço da dívida”, lê-se no documento, que não precisa previsões.

Num histórico a mais de dez anos, a taxa de câmbio em Angola sofreu três picos, em dezembro de 2005 (70 kwanzas/dólar), em abril de 2007 (40 kwanzas) e em dezembro de 2009 (80 kwanzas).