Todos têm um grupo de amigos com os quais costumam divertir-se e confraternizar. E, no meio desse mesmo grupo, há sempre várias personalidades que se revelam depois de umas bebidas a mais.

Há aquele tipo que normalmente poucas palavras diz e que pouco se dá por ele, mas depois de um pouco ‘entornado’ parece que se torna noutra pessoa e não se cala um minuto. Depois há aquele que se agarra, abraça, tem conversas sentimentais, e até chora. Por outro lado, há sempre algum que provavelmente vai querer bater em alguém. Ou o outro que, durante todo o tempo, diz que a bebida não o afeta e acha que está igual a quando chegou. Por outro lado, há sempre alguém que não faz nada disto porque… adormece.

Tudo isto leva a que as pessoas fiquem com alguns rótulos e sejam conhecidos pela sua personalidade quando os níveis de alcoolemia sobem. O tema é de tal maneira discutido que agora a ciência resolveu trabalhar nele. Um grupo de psicólogos da Universidade do Missouri nos Estados Unidos publicou um estudo no Addiction Research & Theory que tinha como objetivo identificar e agrupar as diferentes maneiras de como álcool afeta as pessoas. Este trabalho envolveu 374 estudantes universitários e permitiu definir 4 tipos de bêbados:

  • Ernest Hemingway – O mítico escritor americano era um apreciador de bebida, gosto que o acompanhou toda a vida. Mas este dizia, como cita a revista Time, que “bebia enormes quantidades de whisky sem ficar bêbado”. E nesta linha o estudo diz que se enquadram a maioria dos voluntários. Em concreto, 40% não mostram, ou acham que não mostram, grandes alterações quando passam de sóbrios a bêbados. Eles não acham, mas…
  • Mary Poppins – A famosa ama Mary Poppins era alguém que irradiava felicidade e para quem todos os dias eram perfeitos. Ora, quem se insere neste grupo, depois de uns copos a mais, torna-se mais simpático e feliz.
  • Professor Chanfrado – A personagem imortalizada por Eddie Murphy fica com uma personalidade dupla depois de tomar alguns químicos para impressionar uma mulher. São assim aqueles que são introvertidos no dia-a-dia mas quando chega o fim de semana, e bebem uns copos com os amigos, ficam quase surpreendentemente faladores e socialmente muito ativos.
  • Mr. Hyde – O estudo refere que os que fazem parte deste grupo são “particularmente menos responsáveis, menos intelectuais e mais hostis debaixo da influência do álcool”. O exemplo de Mr. Hyde é utilizado para representar alguém com uma personalidade dupla. Uma mais calminha e outra violenta.