Por esta altura, as redes sociais ainda estão em alvoroço com o resultado final do concurso Miss Universo, que se realizou no domingo à noite. Não que haja ressentimentos quanto à vencedora, Pia Alonzo Wurtzbach, das Filipinas, mas houve certamente dúvidas, sobretudo quando o apresentador da cerimónia Steve Harvey trocou os nomes do segundo e primeiro lugar. Os choros e os discursos de agradecimento foram em duplicado.

Será que isto lhe soa familiar? O feito não é completamente inédito, uma vez que basta recuar cerca de 20 anos na história da televisão portuguesa para nos depararmos com uma situação semelhante. Estávamos em 1997 quando o então apresentador Humberto Bernardo se enganou ao revelar o nome da Miss Portugal. Em boa verdade, o homem que se tornou um rosto familiar do pequeno ecrã com a ajuda de programas como Não se Esqueça da Escova de Dentes e Minas e Armadilhas trocou o nome da vencedora, Icília Berenguel, pelo da segunda dama de honor.

“Bom, bom, bom… A culpa, a culpa, é minha. Carla, e agora? Eu enganei-me!”, ouve-se Humberto Bernardo dizer para a coapresentadora depois de chamar Icília Berenguel ao centro do palco. A cena aconteceu em direto numa cerimónia emitida pela RTP e está agora imortalizada num dos sketchs da rubrica “Tesourinho Deprimente” dos Gato Fedorento. “Isto não é possível, pois não?”, pergunta ainda o jovem apresentador, na altura com 25 anos. O melhor é mesmo ver para crer:

https://www.youtube.com/watch?v=WCmjo0zukXo

Pior foi o que aconteceu em 2013 à lusodescendente Denise Garrido, ela que durante 24 horas se sentiu uma verdadeira princesa até a organização do concurso de beleza lhe comunicar um erro tremendo: a má contagem dos votos tinha-a colocado a coroa de Miss Universo Canadá na cabeça quando, na verdade, Garrido apenas alcançara-a a posição de terceira dama de honor. Um dia depois da coroação, a mulher de 26 anos lamentava a perda do reinado que, segundo o Correio da Manhã, era o seu sonho de menina desde os seis anos de idade.