Rádio Observador

Fórmula 1

Agente de Schumacher desmente que ex-piloto de Fórmula 1 já consiga andar

A agente de Michael Schumacher, Sabine Kehm, afirmou ao diário alemão Bild que o antigo piloto de Fórmula 1 não pode andar e desmentiu a informação publicada na capa da revista Bunte sobre uma presumível melhoria da sua saúde.

DIEGO AZUBEL/EPA

A agente de Michael Schumacher, Sabine Kehm, afirmou ao diário alemão Bild que o antigo piloto de Fórmula 1 não pode andar e desmentiu a informação publicada na capa da revista Bunte sobre uma presumível melhoria da sua saúde.

A Bunte citava fontes próximas de Schumacher para sustentar que o antigo campeão, que há dois anos sofreu um grande acidente de esqui “está muito magro, mas voltou novamente a andar, com a ajuda dos terapeutas. É capaz de dar alguns passos. E também consegue levantar um braço”, escreveu a publicação alemã, uma revista da imprensa dita ‘cor-de-rosa’.

“A afirmação de que pode andar não corresponde aos factos”, afirmou hoje ao Bild a representante do ex-piloto, que considerou “irresponsáveis” estas “especulações”.

Kehm pediu ainda respeito pela vida privada de Schumacher e da sua família, assim como sentido de responsabilidade à comunicação social que escreva sobre o estado de saúde do sete vezes campeão do mundo, quando tiver de informar sobre o seu estado de saúde.

O Bild avança ainda que contactou a Bunte e lhe fez chegar o desmentido da agente do ex-piloto, mas a revista manteve a informação.

Schumacher encontra-se em reabilitação numa casa na Suíça, onde é assistido por uma equipa de médicos e fisioterapeutas.

O acidente de que foi vítima aconteceu em dezembro de 2013, quando o ex-piloto esquiava com a sua família e amigos em Méribel, nos Alpes franceses, e, fora de pista, sofreu uma queda perigosa tendo embatido com a cabeça numa rocha.

Schumacher usava um capacete que não resistiu, pelo que o piloto sofreu lesões cerebrais graves que o mantiveram em coma induzido durante meses.

Em junho de 2014, Schumacher foi trasladado de França para um hospital suíço e em setembro a sua representante anunciou que a reabilitação do piloto prosseguia em sua casa, em Gland, na Suíça.

Nas últimas semanas e meses [Schumacher] fez progressos em relação à gravidade dos ferimentos, mas tem ainda um caminho duro e longo pela frente”, afirmou Kehm nessa altura.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)