Numa altura em que todas as árvores de Natal estão rodeadas de sacos vermelhos e verdes ou laços dourados e prateados, estes sacos ficam à margem dos conceitos tradicionais dos embrulhos. Uns parecem interagir com o transportador, outros dirigem-se ao público em redor e alguns têm a função de sensibilizar para uma determinada realidade.

Uma das estratégias de marketing utilizadas pelas marcas de produtos é o “bagvertising”, uma expressão que se refere à publicidade efetuada pelas companhias nos sacos de compras. A vantagem? A pessoa que transporta o produto acabado de comprar também se torna no veículo de uma mensagem que vai ser transmitida ao público nas ruas ou corredores de um centro comercial. E assim o universo de compradores pode aumentar. Para além disso revelam muito sobre quem anda com eles – porque há quem se atreva, tenha preferências e gosta de as exibir.

Dos mais discretos até aos mais criativos – alguns deles inserem-se no “marketing de guerrilha” por fazerem frente a uma concorrência muito forte que exige formatos mais arrojados para que a marca seja notada – o Observador mostra-lhe 30 dos mais surpreendentes. Explore a fotogaleria.