Num video partilhado com os fãs, o vocalista James Hetfield deseja boas festas a partir de um estúdio, acompanhado do seu gato, que carrega com a pata numa gravação e oferece a oportunidade de ouvirem 15 segundos do inconfundível ritmo ‘trash’ das guitarras dos Metallica, acompanhado da voz rouca de Hetfield.

O video, enviado aos fãs na quinta-feira, despertou imediatamente as especulações em torno de um possível sucessor de “Death Magnetic”, o último álbum dos Metallica, editado em 2008.

Quando os Metallica tocaram no Canadá em setembro passado, o baterista Lars Ulrich disse ao “Le Journal de Quebec” que iria surgir um novo álbum em meados de 2016.

Mas o guitarrista Kirk Hammett disse posteriormente à estação de radio WEDG, de Buffalo (nova Iorque) que o álbum só sairia “na melhor das hipóteses” no início de 2017.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O músico adiantou que o álbum seguiria a linha de “Death Magnetic”, considerado como um regresso dos Metallica às suas raízes ‘heavy’ após alguns períodos mais experimentais.

Os Metallica ajudaram a criar, nos anos 80, o género ‘trash metal’, reconhecido pela sua agressividade e enfoque na musicalidade, em contraste com o ‘glam metal’ mais exuberante e influenciado pelo ‘pop’.

A banda californiana tem apenas um espetáculo agendado para 2016, um concerto em São Francisco, na véspera do dia em que a cidade acolhe o Super Bowl, o último jogo do campeonato de futebol americano.