No próximo ano, a esmagadora maioria das autarquias (259 das 308) vai manter a taxa de Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI). Em 46 câmaras, as famílias vão sentir um pequeno alívio da fatura e apenas três autarquias vão cobrar mais, de acordo com o Jornal de Negócios.

As taxas de IMI podem variar entre os 0,3% e os 0,5% e cabe a cada autarquia decidir a taxa a aplicar de acordo com as necessidades financeiras e o interesse em fixar pessoas e empresas. Em 2016, das 308 autarquias 136 (44%) cobrarão a taxa mínima e 31 vão cobrar a taxa máxima.

Este ano, a lei veio também possibilitar a atribuição de um desconto a famílias com filhos — de 10% para dois dependentes, 15% para quem tem dois filhos e 20% para agregados com três ou mais filhos — e 208 autarquias (71% do total de municípios) decidiriam aplicar o desconto.