Uma sondagem da CNN/ORC, realizada entre os dias 17 e 21 de dezembro, revelou que 78% dos norte-americanos encontram-se descontentes com a forma como o país tem sido governado e que 69% sentem-se mesmo irritados com a situação atual dos Estados Unidos da América.

Entre os mais insatisfeitos, estão os republicanos: 90% sentem-se descontentes e 82% irritados. O descontentamento é maior entre aqueles que apoiam a candidatura de Donald Trump à Casa Branca: 97% estão insatisfeitos, 91% estão irritados.

A menos de um ano do fim do mandato de Barack Obama, os norte-americanos parecem divididos em relação ao atual presidente: 48% admitem ter uma opinião favorável, enquanto 50% negam ter uma boa impressão. Apesar do apelo lançado durante a campanha de 2008, durante a qual Obama usou a frase “yes we can” e apelou a uma mudança “na qual podemos acreditar”, 21% dos norte-americanos acreditam que, passados sete anos, tudo permanece na mesma.

Quase 40% defendem até que a situação do país piorou, enquanto a mesma percentagem defende ter havido uma mudança positiva no país. Mais uma vez os republicanos são os mais pessimistas, com 63% a defenderem que o país piorou nos últimos sete anos. Já entre os democratas, 67% acreditam que o governo de Obama teve um impacto positivo no país.

Mas nem tudo é mau. No que diz respeito à economia, a maioria dos norte-americanos (52%) aprova a forma como Obama tem lidado com a questão. Cerca de 49% acreditam que a economia está em boa forma e 51% que está em mau estado. Porém, quase 60% dos inquiridos esperam que as coisas melhorem a partir do próximo ano.

Foi, contudo, na questão do controlo da posse de armas, um tema central do programa de governo, que Obama recebeu as pontuações mais baixas. De acordo com a sondagem da CNN/ORC, 62% dos norte-americanos estão descontentes com as medidas tomadas. Por outro lado, 39% acreditam que o presidente foi longe de mais e 38% pensam que ainda não foi feito o suficiente. Apenas 20% admitem estar satisfeitos com a situação atual.