Um incêndio de grandes proporções está a consumir o hotel Downtown Address, no Dubai. O edifício em chamas encontra-se junto ao arranha-céus mais alto do mundo, o Burj Khalifa.

As causas do incêndio ainda não são conhecidas. O fogo deflagrou perto do local onde milhares de pessoas aguardavam para assistir ao espetáculo de fogo-de-artifício para celebrar o Novo Ano. Destroços a arder foram vistos a cair do edifício, o 36º maior do mundo.

No entanto, e de acordo com a agência Reuters, que cita as autoridades do país, não há vítimas mortais a registar. As celebrações devem continuar.

Ainda assim, pelo menos 16 pessoas ficaram feridas na sequência do incêndio, adiantou o Governo do emirado à AFP. De acordo com as informações do gabinete de imprensa do Governo do emirado árabe, aqui citado pela agência Lusa, pelo menos 14 pessoas ficaram ligeiramente feridas, uma sofreu ferimentos mais graves, mas não é classificada como ferido grave, tendo ainda sido registado um caso de um ataque cardíaco na sequência do incêndio devido à confusão e aos empurrões no meio do fumo. Segundo as mesmas informações, não havia crianças entre os feridos.

Como recupera o Guardian, o Dubai tinha planeado três espetáculos pirotécnicos diferentes para a comemoração do Novo Ano. O espetáculo deveria começar no Burj Khalifa, que os organizadores revelaram estar equipado com 400 mil luzes LED.

As imagens que nos chegam do local são impressionantes e demonstram bem a dimensão do incêndio.