Um homem russo não ganhou para o susto. Durante uma festa de arromba com amigos, o folião, não identificado, foi vítima de um colapso quando estava fortemente alcoolizado. Como não dava acordo de si, os companheiros presumiram que tinha falecido e decidiram chamar os serviços de emergência que, de facto, o declararam morto e o transportaram para uma morgue.

Acontece que a história não terminou aqui. O New York Post conta que o homem acordou, a meio da noite, baralhado e amedrontado por se encontrar fechado numa sala fria e cheia de cadáveres, de acordo com os relatos das autoridades policiais. Determinado em fugir do local, o morto-vivo bateu à porta até que os polícias de serviço na morgue lhe abriram a porta e o libertaram.

O folião, porém, não foi imediatamente para casa. Optou por regressar à casa onde a festa tinha decorrido e encontrou os amigos ainda em estado de choque e já a fazer o luto pela sua “morte”. Ao vê-lo, um dos amigos de copos desmaiou. Mas parece que o reencontro acabou por ser pretexto para fazer uma nova festa.