O movimento extremista Estado Islâmico (EI) terá planeado perpetrar um atentado suicida em Munique, no sul da Alemanha, durante a véspera de ano novo, informou o ministro do estado da Baviera, Joachim Hermann. O Gabinete Federal de Segurança (BKA) informou, durante a noite, as autoridades bávaras de que havia fortes indícios nesse sentido provenientes de informações de serviços secretos amigos, afirmou, esta madrugada, Joachim Hermann em conferência de imprensa.

O chefe da polícia de Munique, Hubertus Andrä, indicou por seu lado, que “entre cinco e sete” suspeitos estariam a planear um ataque suicida. Não foram revelados mais dados até ao momento nem se efetuaram detenções.

Hermann afirmou que, apesar de não haver 100% de certezas, as informações recebidas eram demasiado importantes pelo que não podiam ser ignoradas e foram tomadas medidas imediatas.

Por essa razão, foi ordenada a evacuação as estações de metro de Hauptbahnhof e Pasing e foram lançados apelos à população para evitar grandes concentrações, já que os terroristas poderiam atuar noutra zona ao não conseguirem aceder aos seus objetivos originais.

A Polícia de Munique divulgou um comunicado dizendo que era esperado um ataque e na cidade durante a noite, e advertiu as pessoas a evitar as duas estações de metro e grandes multidões em geral. Mas por volta das quatro da manhã, a situação parecia ter acalmado significativamente, e as duas estações foram reabertas.

Hermann comparou a situação àquela que se viveu há poucas semanas em Hannover, quando um jogo de futebol entre a Alemanha e a Holanda teve que ser cancelado devido a ameaça terrorista. Esta manhã, a Polícia de Munique agradeceu no Twitter a calma e compreensão dos habitantes da cidade para com as medidas tomadas.