A Alemanha vai reforçar a cooperação com os serviços de informações estrangeiros, anunciou, este sábado, o ministro do Interior, Thomas de Maizière, depois de “alertas de atentados” na noite da passagem de ano em Munique.

“No futuro haverá um intercâmbio ainda mais intenso de cooperação e informação do que até agora com as forças de segurança de outros países”, indicou o ministro em declarações ao jornal Bild.

Apesar de o nível de alerta em Munique ter sido reduzido na sexta-feira, Maizière insiste em classificar a situação como “muito séria”.

As suspeitas de um atentado planeado para a noite da passagem de ano relançou o temor de atentados semelhantes aos ocorridos em 13 de novembro passado.

As suspeitas da polícia apontavam para cinco a sete potenciais terroristas, de origem síria e iraquiana, e que estariam ligados de alguma forma ao grupo extremista Estado Islâmico.