A embaixada saudita em Teerão foi atacada por manifestantes que protestavam contra a execução na Arábia Saudita do clérigo xiita Nimr Baqer al-Nimr, anunciou a agência iraniana ISNA.

De acordo com a agência, os manifestantes lançaram ‘cocktails Molotov’ contra a embaixada da Arábia Saudita na capital do Irão e forçaram a entrada na representação diplomática, tendo sido depois forçados a recuar pela polícia.

Nimr al-Nimr, que passou mais de uma década a estudar teologia no Irão, foi um dos 47 xiitas e sunitas hoje executados após condenação por terrorismo na Arábia Saudita. Al-Nimr foi o impulsionador dos protestos xiitas contra o Governo saudita desde 2011.

Circulam na rede social Twitter, imagens e vídeos do ataque à embaixada da Arábia Saudita, que ainda não foram verificadas oficialmente pela agência Reuters , algumas das quais foram publicadas pelos correspondentes de agências de notícias do Irão e jornais iranianos.

Um dos vídeos, postado por Sobhan Hassanvand, jornalista do jornal iraniano Shargh, mostra o arremesso do que parece ser um ‘cocktail Molotov’ ao edifício da embaixada.

O mesmo repórter postou fotografias do interior da embaixada, revolvida pelos manifestantes.

Behnam Saber Nemati, jornalista na agência iraniana CHN, postou imagens dos manifestantes a entrarem na embaixada saudita em Teerão e do cordão da unidade de especial de polícia, em redor do edifício.