Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Ana Gomes foi anunciada como uma das mandatárias da campanha de Sampaio da Nóvoa, partilhando com Rui Tavares das ideias do antigo reitor da Universidade de Lisboa para a União Europeia. Apesar de ter sugerido o nome de Maria de Belém no início de 2015, a eurodeputada socialista defende que o fez quando “só se falava de homens para candidatos presidenciais” e que já em junho de 2012 tinha mostrado preferência por Sampaio da Nóvoa.

“Sampaio da Nóvoa sempre foi o meu candidato preferido. Disse que ele daria um belo Presidente até porque poderia ter o apoio do Ramalho Eanes, Mário Soares e Jorge Sampaio”, afirmou a socialista ao Observador. O texto em que Ana Gomes diz que Sampaio da Nóvoa tem perfil para candidato presidencial foi publicado no blog Causa Nossa, a seguir ao discurso do agora candidato nas celebrações do 10 de junho em Vila Viçosa, onde falou a convite de Cavaco Silva.

Nesse texto, Ana Gomes escreveu: “Com o discurso deste 10 de junho, plantou em muitas cabeças e reforçou na minha, a esperança, a vontade, a determinação. É justamente para isso que serve um Presidente da República. Ele pode sê-lo. Tem todas as qualidades para o ser”. E mantém este entendimento sobre Sampaio da Nóvoa, garantindo esta segunda-feira que o antigo reitor tem o perfil adequado e que é amiga de “vários candidatos” nesta corrida a Belém.

Em 2012, Gomes indicou mesmo “habemus candidatum”, dizendo que a poderiam acompanhar nesta convicção “vultos ilustres do país, como Ramalho Eanes, Mário Soares e Jorge Sampaio”, algo que veio a acontecer. Ter levado o nome de Maria de Belém ao PS no início de 2015, aconteceu porque “só havia homens” na corrida e falava-se de figuras como Jaime Gama ou Luís Amado. Agora, a eurodeputada garante que não tem dúvidas em “dar a cara pela candidatura” de Sampaio da Nóvoa.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR