Redes Sociais

Postar ou não postar, eis a questão dos casais felizes

15.060

Assumir uma relação nas redes sociais é visto como um sinónimo de seriedade e compromisso. No entanto, a exposição exagerada pode significar que algo não está bem na relação.

Getty Images

Toda a gente conhece aqueles casais que publicam tudo e mais alguma coisa das suas vidas nas redes sociais. Das idas à praia às incursões ao supermercado, sempre muito apaixonados, sempre juntos, sempre agarrados. As selfies e os sorrisos de orelha a orelha no Facebook ou no Instagram tornaram-se o anel de compromisso do século XXI.

As redes sociais vieram dar um sentido de identidade e de ligação diferente do que se vivia há uns anos. Através da junção das imagens que as pessoas publicam pode perceber-se quão socialmente aceites elas são, ou pelo menos a imagem que pretendem transmitir, o que naturalmente leva a uma dependência desse dispositivo.

Quando surge um namoro, os flashes tendem a acentuar-se. E se é normal e saudável que os casais tenham orgulho da pessoa com quem namoram e queiram mostrá-la aos amigos, tudo o que é demais gera desconfiança. A Bustle reuniu seis razões que demonstram uma ligação inversamente proporcional entre o quão feliz está numa relação e o quão regularmente faz publicações, das quais nós destacamos quatro:

1. Quando alguém está feliz, está focado nessa felicidade

A partir do momento em que duas pessoas que gostam uma da outra estão juntas, o mundo exterior deixa de importar tanto, o que significa que não se vão lembrar de tirar fotografias a cada meia hora, nem de ver o que se passa no Facebook constantemente. Não significa que os casais felizes nunca façam nenhuma destas coisas, porque fazem, mas com moderação.

2. Não têm necessidade de procurar validação

Quando uma pessoa se sente valorizada na relação que tem, não tem de ir procurar validação nas redes sociais. Ou seja, a alegria de um casal deve estar no facto de estar junto e não na quantidade de publicações que mostrem aos outros que está junto.

3. Não têm nada a provar

Pelo menos nos casais felizes, as relações não servem para esfregar felicidade na cara de ninguém – geralmente esta necessidade deixa antever que a relação já viu melhores dias. Eles estão juntos porque querem estar, não porque querem mostrar ao mundo que não estão encalhados.

4. Mantêm as discussões privadas

Se antigamente se lavava roupa suja em praça pública, atualmente essa mesma roupa é lavada nas redes sociais. Independentemente da razão da discussão, ir para o Facebook publicar perante amigos e familiares o que o parceiro faz de errado não vai solucionar o problema, mesmo que haja conselhos valiosos nos comentários.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Redes Sociais

Os prisioneiros da literalidade

Maria João Marques
230

Fala-se muito da ditadura do politicamente correto, mas a iliteracia – a autoinduzida e a involuntária – bem como a determinação de negar a realidade também contribuem para a imbecilização dos debates

Futuro

Acessibilidade digital e valorização do interior

António Covas

Quando se fala do futuro próximo do interior é bom não esquecer que em 2030 a geração dos nativos digitais já terá pelo menos 30 anos e os ecossistemas digitais serão o quadro de atuação mais comum.

Futuro

Acessibilidade digital e valorização do interior

António Covas

Quando se fala do futuro próximo do interior é bom não esquecer que em 2030 a geração dos nativos digitais já terá pelo menos 30 anos e os ecossistemas digitais serão o quadro de atuação mais comum.

Liberalismo

Subir a Avenida da Liberdade no 25 de Abril

Sérgio Loureiro

Gostava mais se fôssemos subir a Avenida da Liberdade. Subir para chegar a um Portugal e uma Europa melhores. Subir para que a Liberdade seja individual e plena, e não apenas a tolerada pelo Estado.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site