O serviço de streaming de vídeo da Netflix chegou a 190 países. O líder Reed Hastings anunciou na quarta-feira, durante a palestra de abertura do Consumer Electronics Show, em Las Vegas, que o “novo canal global de televisão pela internet” arrancou em 130 novos mercados, como o Azerbaijão, Vietname, Índia ou Rússia, e em mais quatro idiomas: árabe, coreano, chinês simplificado e chinês tradicional.

“Assistimos hoje ao nascimento de um novo canal global de televisão pela internet. Com este lançamento, os consumidores de todo o mundo – de Singapura a São Petersburgo, de São Francisco a São Paulo – poderão ver séries e filmes em simultâneo, sem tempos de espera. Com o auxílio da internet, estamos a colocar nas mãos do consumidor o poder de ver o que quiser, quando quiser e no dispositivo que quiser”, disse Reed Hastings.

O serviço responsável pela produção de séries como “House of Cards”, “Narcos”, “Marco Polo” ou o mais recente fenómeno da série documental de “Making a Murderer” pretende lançar 31 novas séries em 2016, 24 longas-metragens e documentários originais, mais programas especiais de stand-up comedy e 30 séries infantis novas, que serão disponibilizados a todos os membros, independentemente da área geográfica.

“A partir de hoje, vamos adicionar gradualmente mais idiomas, mais conteúdos e mais formas de os consumidores interagirem com a Netflix”, afirmou Reed Hastings. De fora dos mercados-alvo da empresa ficou a China, Crimeia, Coreia do Norte e Síria.

Até à data, a Netflix estava presente em 60 países, como os EUA, Canadá, América Latina, Europa, Austrália, Nova Zelândia e Japão. Nos 190 países em que está atualmente, conta com mais de 70 milhões de membros, que podem usufruir a mais de 125 milhões de horas de séries, programas e filmes por dia.

Em Portugal, estreou-se a 21 de outubro, com a possibilidade de aceder ao primeiro mês do serviço de forma gratuita. E com três planos de posterior subscrição mensal paga: o plano “base” (com direito a um ecrã em SD) que custa 7,99 euros por mês; o plano “standard” (para dois ecrãs em HD) por 9,99 euros, e o plano “premium” “de quatro ecrãs em Ultra HD 4K” por 11,99 euros por mês.