Corrida do Fim da Europa

Uma prova destas logo a abrir? É verdade, mas só porque a lista está por ordem cronológica. A Corrida do Fim da Europa não será a mais indicada para quem só agora começou nestas andanças — o percurso, de 17 quilómetros, é duro: vai do centro histórico de Sintra ao Cabo da Roca — mas compensa pela beleza da paisagem, qualidade assinalada pelo guia World’s Ultimate Running Races, que a distinguiu como uma das 500 corridas mais emblemáticas a nível mundial. E atenção: as inscrições (a partir de 15€ por pessoa) já não abundam.

Data: 31 de janeiro de 2016
Local: Sintra
Distância: 17 quilómetros

Meia Maratona de Lisboa

É a prova de estrada mais concorrida a nível nacional: só o ano passado inscreveram-se cerca de 35 mil pessoas. Mas atenção, nem todas fazem os 21 quilómetros da Meia Maratona. Para quem quer levar a coisa com calma há a hipótese de fazer a Mini Maratona (7 quilómetros) e encurtar caminho logo à saída da Ponte 25 de abril — local da (mítica) partida — em direção à Praça do Império, onde está instalada a meta. As inscrições, para uma ou outra prova, fazem-se online, no respetivo site.

Data: 20 de março de 2016
Local: Lisboa
Distância: 7 quilómetros (mini) ou 21 quilómetros (meia)

064meiamaratona

Cenário habitual (e bonito) à partida da Meia Maratona de Lisboa. (foto: DR)

Scalabis Night Race

Apesar do nome, não se trata apenas de uma corrida noturna pelo centro histórico de Santarém, outrora Scalabis. Os organizadores da Scalabis Night Race não fazem a coisa por menos: a prova inclui animação, luzes, campinos a cavalo, abastecimento de vinho tinto, bandas ao longo do percurso e, no final, ainda se oferece uma bifana e um pequeno pampilho, doce típico da capital do Ribatejo, a todos os participantes. Quer melhores argumentos? As inscrições deverão abrir em breve.

Data: 16 de abril de 2016
Local: Santarém
Distância: 5 ou 10 quilómetros

Meia Maratona Douro Vinhateiro

Faz parte do portfólio de corridas com o selo Running Wonders e lá que é uma maravilha, isso é. Não será por acaso que os organizadores lhe chamam “a mais bela corrida do mundo“. Serão parciais, é certo, mas a adjetivação é adequada ao percurso, que tira partido das belíssimas paisagens do Douro Vinhateiro, e do ótimo asfalto da célebre N222. As outras provas Running Wonders, em Guimarães (26 junho), Dão (18 setembro), Coimbra (9 outubro) e Évora (20 novembro), também merecem atenção.

Data: 15 de maio de 2016
Local: Peso da Régua
Distância: 6 ou 21 quilómetros

Meia Maratona do Douro Vinhateiro

Uma imagem da última edição da Meia Maratona do Douro Vinhateiro.
(foto: Artur Machado / Global Imagens)

Marginal à Noite

Se não falta quem corra na Marginal durante o dia, há pelo menos uma data por ano em que a maior parte das pessoas o faz à noite. A chamada Marginal à Noite aproveita parte da famosa estrada — a partida e a chegada acontecem junto à Praia de Santo Amaro de Oeiras, sendo que o retorno é feito em Caxias. É uma boa prova para principiantes, não só pela distância e percurso acessíveis mas também porque a organização costuma promover treinos conjuntos nas semanas que antecedem a prova.

Data: 11 de junho de 2016
Local: Oeiras
Distância: 8 quilómetros

Corrida de São João

Ainda antes da famosa noite dos manjericos, martelinhos, alhos-porros e foguetes, o Porto recebe outro evento em honra de São João (que, ao contrário do que se costuma afirmar, não é padroeiro da cidade). Trata-se de uma corrida de 15 quilómetros — inclui uma versão reduzida de cinco, para os menos afoitos –, com partida e chegada junto ao jardim do Passeio Alegre, e com percurso entre a Foz e a Alfândega. Uma excelente opção para quem já sabe que, umas noites depois, vai cometer os excessos do costume.

Data: 19 de junho de 2016
Local: Porto
Distância: 5 ou 15 quilómetros

17397870

A alegria de completar os 15 quilómetros da Corrida de São João.
(foto: Ivan del Val / Global Imagens)

Madrugada a Correr

Dizem os responsáveis por esta prova que “o sol quando nasce é para quem corre”. E levam a afirmação bem a sério: na Madrugada a Correr o tiro de partida é dado às 5h59 da manhã, ainda antes da alvorada. O percurso, feito na zona do Estádio Nacional, no Jamor, terá este ano, pela primeira, vez 10 quilómetros. De resto, mantém-se o conceito: ou seja quem acha que de manhã é na caminha, como disse uma vez um célebre atleta olímpico, é lá que deve ficar.

Data: 10 de julho de 2016
Local: Jamor, Cruz Quebrada
Distância: 10 quilómetros

Légua Nudista no Meco

E agora, para algo completamente diferente, uma prova com o apoio da Federação Portuguesa de Naturismo. A Légua Nudista no Meco é precisamente aquilo que o seu nome dá a entender, uma corrida de cinco quilómetros (légua), para ser feita em nu (é permitido o uso de ténis ou meias e, no caso das senhoras, de discretos soutiens, se necessário) ao longo do areal da Praia do Meco, perto de Sesimbra. Facto curioso: oferecem-se t-shirts a todos os participantes.

Data: 17 de setembro de 2016
Local: Praia do Meco, Sesimbra
Distância: 5 quilómetros

Sesimbra: 3ª Légua Nudista Internacional

O pelotão de atletas participantes da edição do ano passado da Légua Nudista do Meco. (foto: Nuno Pinto Santos / Global Imagens)

Corrida do Tejo

Outra das provas anuais que enche a Estrada Marginal, a Corrida do Tejo costuma ser uma prova para toda a família: é comum ver avós, pais e filhos a cumprir juntos — ou separados, cada um à sua velocidade — o percurso entre Algés e o Forte de São Julião da Barra. Mais uma vez, e à semelhança do que acontece na Marginal à Noite, nas semanas anteriores à prova a Câmara Municipal de Oeiras irá organizar sessões de treino gratuitas, dirigidas a corredores de todos os níveis.

Data: 25 de setembro de 2016
Local: Algés
Distância: 10 quilómetros

São Silvestre

Aqui não se trata de sugerir apenas uma Corrida de São Silvestre — até porque, como menciona este artigo do Diário de Notícias, há quase 50 em todo país — mas sim de relembrar que esta é uma das maiores tradições atléticas do país. E apesar de ainda nenhuma se poder comparar à São Silvestre original, que se corre em São Paulo, no Brasil, há por cá exemplares bastante razoáveis em termos de participação, casos da de Lisboa, Porto ou da mais antiga em termos nacionais, a da Amadora.

Data: Entre dezembro e janeiro
Local: A São Silvestre corre-se em inúmeras cidades portuguesas: Lisboa, Porto, Amadora, Aveiro ou Torres Novas, entre muitas outras.
Distância: 10 quilómetros