506kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Sondagem no CDS. Cristas duplica Melo

Este artigo tem mais de 5 anos

Sondagem da Aximage dá Assunção Cristas como preferida para a liderança do CDS, não só entre os eleitores do próprio partido, como entre os eleitores de todos os outros partidos - com excepção do PSD.

Paulo Portas ao centro, ladeado por Assunção Cristas e Nuno Melo
i

Paulo Portas ao centro, ladeado por Assunção Cristas e Nuno Melo

Gustavo Bom / Global Imagens

Paulo Portas ao centro, ladeado por Assunção Cristas e Nuno Melo

Gustavo Bom / Global Imagens

Mais de metade dos eleitores do CDS-PP prefere Assunção Cristas, ex-ministra da Agricultura, Mar, Ambiente e Ordenamento do Território, para a liderança do partido, noticia o Jornal de Negócios. Os resultados são dados por uma sondagem Aximage Comunicação e Imagem para o Negócios e Correio da Manhã.

Paulo Portas anunciou, no final de dezembro, que não se recandidataria à liderança. Entre os nomes dos potenciais sucessores surgiram Assunção Cristas e Nuno Melo, que ainda não se apresentaram como tal. João Almeida e Pedro Mota Soares foram apontados como possíveis candidatos, mas já fizeram saber que não vão apresentar candidatura (sendo que Assunção Cristas só avançará caso Nuno Melo não queira candidatar-se).

Clique nos pontos para ver outros resultados da sondagem.

Assunção Cristas recebe muito mais apoio que Nuno Melo na região Sul, ilhas e área metropolitana de Lisboa. A sondagem indica ainda que Cristas é a preferida dos portugueses até aos 64 anos – acima desta idade, os dois potenciais candidatos ficam empatados -, sobretudo entre os 18 e os 34 anos.

A sondagem pretendeu saber também se os eleitores concordavam com a saída de Paulo Portas da liderança do partido: 71,8% respondeu que “sim”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.