Há anos que existe apenas um passageiro na estação de comboios Kami-Shirataki na ilha de Hokkaido, no norte do Japão. À chegada à estação (praticamente) fantasma o comboio desacelera e interrompe a marcha para que apenas uma adolescente suba a bordo e possa, assim, chegar à escola. Na verdade, o comboio para ali apenas duas vezes ao dia: quando a rapariga vai para as aulas e quando delas regressa.

A história foi avançada pelo canal de língua inglesa da Televisão Central da China, que partilhou o relato na sua página de Facebook esta sexta-feira e, de lá para cá, contam-se quase 40 mil gostos e 14 mil partilhas.

Mas há mais o que contar. A decisão de o comboio fazer a paragem em benefício de um só passageiro parece ter sido tomada pelos Caminhos de Ferro Japoneses: a estação que em tempos esteve totalmente desativada, retomou o serviço para que a jovem pudesse frequentar a escola. E quando ela terminar os estudos, em março deste ano, a estação será encerrada de vez. Até lá, o único horário contemplado em Kami-Shirataki é o de partida e chegada da estudante.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

https://www.instagram.com/p/hizYW0Ln3r/

De acordo com o site CityLab, o Japão enfrenta várias crises, desde as baixas taxas de natalidade ao envelhecimento da população, fatores que têm vindo a atingir o sistema de caminhos de ferro do país. A estação Kami-Shirataki situa-se na cidade de Engaru, na parte rural de Hokkaido, a qual perdeu cerca de 20 linhas ferroviárias nas últimas décadas, escreve ainda a Fortune.