O ataque aéreo da aviação russa contra um edifício usado pela Al-Qaida como prisão no noroeste da Síria já causou, pelo menos, 39 mortos, cinco dos quais civis, segundo uma Organização Não Governamental (ONG).

“Pelo menos 39 pessoas morreram no ataque de aviação russa contra um edifício utilizado pela Frente al-Nusra, o braço sírio da Al-Qaida, como prisão e tribunal em Maaret al-Noomane”, na província de Idleb, disse o Observatório Sírio dos Direitos do Homem (OSDH).

O primeiro balanço provisório do OSDH apontava para dez vítimas mortais.

A maioria dos mortos eram rebeldes presos pela Frente al-Nusra, mas entre as vítimas estão também guardas prisionais, membros da al-Nusra e cinco vítimas, entre as quais uma criança, porque o edifício fica junto a um mercado.

Aviões russos têm realizado ataques aéreos contra o Estado Islâmico e “outros grupos terroristas” na Síria desde 30 de setembro.