A morte de David Bowie está a dominar as redes sociais. Lamentos, palavras, vídeos, músicas e declarações de amor chovem no Twitter e Facebook ao ritmo que o camaleão se reinventava. O homem que não percebia quem almeja ser imortal (“Andamos atrás de quê, exatamente? Quem é que quer arrastar-se, velho e decadente, até ter 90 anos? Só por uma questão de ego? Eu seguramente não quero”) não o foi, mas a sua música poderá contrariar o dono…

Se os comuns dos mortais têm prestado uma senhora homenagem, é também verdade que vários artistas têm deixado algumas palavras de admiração e desabafos, numa seleção elaborada pela CNN. Madonna, por exemplo, diz-se devastada: “Este grande artista mudou a minha vida! Foi o primeiro concerto que vi em Detroit! RIP”. A hashtag usada pela cantora é também curiosa: #rebelheart (coração rebelde). Já Kanye West coloca Bowie no seu lote de inspirações, descrevendo-o como alguém “sem medo”, “criativo”, alguém que nos deu magia “para uma vida inteira”. Ricky Gervais diz que perdeu um herói, enquanto Pharrell Williams salienta a veia inovadora do artista londrino.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

https://twitter.com/kanyewest/status/686449257767776256

https://twitter.com/genesimmons/status/686456906525741056